A Espada do Verão

    N° de Páginas: 448 | Editora: Intrínseca | Série: Magnus Chase e os Deuses de Asgard #1


Magnus Chase é um garoto órfão de 16 anos que mora nas ruas de Boston desde a morte de sua mãe há dois anos. Ele consegue sobreviver todos os dias com a ajuda de seus amigos Blitz e Hearthstone, que cuidam dele como se fossem seus pais, pelo menos é isso o que os outros moradores de rua acham.

Dia após dia Magnus só tenta sobreviver e tudo o que sabe é que deve ficar longe de seu tio Randolph, última recomendação de sua mãe. Mas tudo muda quando as pessoas começam a procurar por ele, sua prima Annabeth Chase e o pai dela estão atrás dele depois de anos sem contato e para saber o porque disso ele vai até a casa de seu tio onde é encurralado pelo mesmo que o conta que ele é filho de um deus Nórdico e que precisa recuperar a espada que seu pai perdeu. E o que ocorre é que Magnus acaba morrendo e é aí que a história desenrola.
"Sabe qual a pior parte disso? Quanto mais Randolph falava, menos convencido eu ficava de que era louco. A história fluía para a minha mente... tempestades, lobos, deuses, Asgard. As palavras se encaixavam como peças de um quebra-cabeça que nunca tive coragem de completar. Eu estava começando a acreditar no meu tio, e isso me deixava apavorado." (p. 33)
Todo meu conhecimento sobre mitologia Nórdica vem totalmente de Age of Mythology o que basicamente é a existência de Thor, Loki e Odin mas Rick Riordan nos apresenta a vários outros deuses além dos três mais conhecidos, inclusive o pai de Magnus é alguém que nunca tinha ouvido falar e adorei isso.

Magnus não tem nada de heróico, ele é só um garoto nerd que acabou morrendo e se tornando um guerreiro viking sem querer mas vida que segue, o garoto tem uma missão e precisa cumpri-la para adiar o Ragnarök, aka apocalipse/fim do mundo.

Uma das coisas que amei no livro foi o modo como o tio Rick retratou Thor, ele não é aquele grande guerreiro maravilhoso que todo mundo pinta, ele é um cara um tanto folgado e gente como a gente adora ver as seriezinhas inclusive The Walking Dead e Game of Thrones, eu como louca das séries surtei com as citações.
"Thor me presenteou com suas teorias sobre quem venceria em uma disputa mortal hipotética entre Daryl de The Walking Dead e Mike de Breaking Bad. Quando eu era apenas um mendigo em Boston, ficaria feliz em falar sobre séries de TV durante horas só para passar o tempo, mas agora eu tinha uma missão. Perdemos um dia inteiro inconscientes. Especular sobre séries que estreariam no próximo mês não significaria muito se o mundo fosse consumido em chamas dali a três dias." (p. 323)
Outra coisa para se surtar são as referências à Percy Jackson e como fã foi ótimo ver/ler o autor citando sua própria obra ainda mais de maneira meio satirizada. Magnus Chase foi pra mim um livro para se surtar e sorrir durante a leitura pegando todas as referências tanto dos outros livros quanto de séries.

Os títulos dos capítulos são algo que tenho que comentar, Rick Riordan utilizou a mesma fórmula que nos livros de Percy Jackson com títulos engraçados que combinam completamente com a personalidade de Magnus, tem até um em especial que cita o Jason Grace e de longe foi meu preferido.

Rick Riordan nos trás outra história de mitologia e semideuses com uma fórmula um pouco diferente do que já conhecemos, com personagens super interessantes e bem construídos. Magnus Chase para mim foi uma ótima surpresa já que esperava uma história bem mais parecida com Percy Jackson mas tio Rick não desapontou e conseguiu mais uma obra nos meus favoritos.

Melhores Séries 2016

Olá pessoas, depois de um post com as Melhores Leituras de 2016 é claro que não podia deixar de fazer uma listinha com séries né. Seguindo o espírito aqui está uma lista com as melhores séries que vi em 2016:


Suits (2011-Atualmente) nos apresenta Mike Ross (Patrick J. Adams), um rapaz com memória fotográfica que expulso da faculdade, ganha a vida fazendo provas para outras pessoas. Mas sua sorte muda quando conhece Harvey Specter (Gabriel Macht), um dos melhores e mais famosos advogados de Nova York, que o contrata por seu talento sem contar para ninguém que Mike não é um advogado. A série está em sua sexta temporada (5 na Netflix) e é ótima para quem gosta de séries do tipo, venham conhecer o maravilhoso do Harvey e as poderosíssimas Donna Paulsen e Jessica Pearson.


Westworld (2016-Atualmente) é um parque temático futurístico para adultos que reproduz o Velho Oeste e é povoado por androides, os anfitriões, criados pelo Dr. Robert Ford (Anthony Hopkins) e são extremamente parecidos com os humanos. No parque os clientes, visitantes, podem fazer o que quiserem, sem obedecer a regras ou leis mas uma atualização no sistema das máquinas dá errado e os anfitriões começam a ter consciência e perceber que tudo o que vivem é uma mentira. A série foi o grande lançamento da HBO em 2016 e é daquelas que demandam muito raciocínio já que ela faz pensar e não é apenas um mero passatempo. Um dos ótimos motivos para ver a série é que no elenco contamos com o nosso conhecido Rodrigo Santoro e posso dizer que ele está ótimo como um vilão do parque.


Gilmore Girls (2000-2007) conta a história do cotidiano de Lorelai Gilmore (Lauren Graham) e sua filha Lorelai "Rory" Gilmore (Alexis Bledel) que vivem no pequeno povoado fictício de Stars Hollow, em Connecticut, cujos moradores são bem peculiares. O seriado se divide entre o relacionamento de Lorelai com seus pais, a nova escola preparatória de Rory, e os romances nas vidas das duas. A série que passava no SBT e conquistou muitos fãs desde seu início ganhou minha atenção ano passado quando a Netflix disponibilizou todos os episódios em seu catálogo por causa do revival que a mesma estava produzindo, resolvi dar uma chance para a série (já tinha tentado ver antes e não tinha gostado) e me apaixonei completamente, super vale a maratona.


Stranger Things (2016-Atualmente) se passa no ano de 1983, na fictícia cidade de Hawkins, Indiana e conta a história de um menino (Will), de 12 anos que desaparece sem deixar vestígios. Enquanto procuram por respostas, a família, os amigos e a polícia aos poucos mergulham em um mistério emocionante envolvendo experimentos secretos do governo, criaturas sobrenaturais e ainda, uma menina misteriosa. Acho que essa série dispensa explicações né? Se você não conhece a série não sei em que caverna vive mas saia daí e vá lá assistir essa criação incrível da maravilhosa Netflix.


My Mad Fat Diary (2013-2015) é uma série britânica ambientada em Lincolnshire de 1996, conta a trágica, porém super bem-humorada história de uma adolescente problemática com 16 anos de idade, chamada Rae (Shaaron Rooney) que acabou de sair do hospital psiquiátrico, onde passou quatro meses depois de uma tentativa de suicídio. Ela então reencontra com sua amiga Chloe (Jodie Comer) e entra para seu novo círculo de amizade onde acaba se sentindo parte de algo maior e faz bons amigos. Rae tem como prioridade perder a sua virgindade e para tentar cumprir seu objetivo ela escolhe seu alvo, Archie, que assim como os outros do grupo, desconhecem os problemas de Rae com sua própria imagem e acham que ela apenas passou um tempo na França. A série trata de vários assuntos problemáticos na visão de uma adolescente e são assuntos tão importantes que todo mundo deveria assistir essa série e reavaliar muita coisa da vida.


This is Us (2016-atualmente) foi uma das maiores surpresas de 2016, é um drama sobre a relação de um grupo de pessoas que nasceram no mesmo dia e estão completando 36 anos, incluindo Rebecca (Mandy Moore) e Jack (Milo Ventimiglia), um casal esperando trigêmeos; Kevin (Justin Hartley), um ator que está cansado do que faz; Kate (Chrissy Metz), uma mulher tentando perder peso e Randall (Sterling K. Brown) um homem rico à procura de seu pai biológico. Não tem muito o que possa falar dessa série por motivos de spoilers, até recomendo não pesquisar muito sobre ela, vai lá e assiste que garanto o amor por essa série e outra dica, preparem os lencinhos.


Victoria (2016-atualmente) é uma série histórica que aborda a vida da rainha inglesa Victoria (Jenna Coleman), da ascensão ao trono aos 18 anos, seu casamento com o príncipe Albert (Tom Hughes) e o seu longo reinado de 63 anos. Eu nem sei muito o que dizer sobre essa série, além de ter se tornado uma das minhas séries preferidas me fez conhecer essa grande rainha que foi Victoria pra quem gosta de séries do tipo, assistam que vão amar e pra quem não gosta digo o mesmo, garanto ótima fotografia, vestiário e trilha sonora, além de um príncipe de tirar o fôlego.

O post ficou gigantesco mas eu tentei compilar ao máximo a lista e por isso vale a menção de 3%, série brasileira distópica da Netflix, Fuller House, revival da clássica Full House (Três é Demais), e Tutankhamun, sobre a escavação da tumba do faraó menino. Espero que tenham gostado da lista. Beijos

Melhores Leituras 2016

Hey folks, 2016 acabou e aqui estamos já quase na metade de Janeiro e nada melhor do que começar o ano com uma listinha das melhores coisas do ano anterior. Hoje trago para vocês minhas melhores leituras de 2016:

Álbum de Casamento foi minha primeira leitura da Nora Roberts e fazia muito tempo que queria ler algo dela e não me decepcionei, amei conhecer Mac, Emma, Laurel e Parker e tudo de incrível que elas fazem na Votos.


Sobre[o]postos é lá do Wattpad da autora Bruna Fontes que recentemente lançou o lindo Sob o Mesmo Teto, o livro é uma continuação de SoMT e conta a história de Edu e Lavínia, Edu está quase se formando na faculdade e Lavínia está distante disso ainda em seus 16 anos mas ela é apaixonada por ele e o resto só lendo para saber. A Bruna trata no livro de temas muito polêmicos hoje em dia de uma maneira diferente e indico muito a leitura por isso.

Métrica foi minha segunda chance com a Colleen Hoover, tinha lido Um Caso Perdido e não entendia porque todo mundo gosta tanto da autora mas Métrica conquistou tanto meu coração que entendi o que as pessoas queriam dizer quando falavam que leriam até a lista de compras da autora (risos). A história de Lake e Will me conquistou de um jeito que não conseguia largar o livro e super virou favorito.


O Nome do Vento é um livro que quero ler desde 2012 e em 2016 finalmente consegui comprar e ler esse livro incrível, foram alguns meses de leitura, o livro possuiu 656 páginas, mas que valeram muito a pena, dentro dessas páginas temos um mundo todo de coisas impressionantes que descobrimos com Kvothe.

Tiete! não podia deixar estar presente nessa lista e foi provavelmente minha melhor leitura do ano, é um livro lá do Wattpad também e a autora é a Clara Savelli. O livro basicamente conta a história de duas amigas, Kate e Mariana, que conhecem o maior ídolo de uma delas, Alex Rodder, mas coisas acontecem e só lendo a história mesmo para conferir.

2016 não foi um ano de muitas leituras mas a maoria foram ótimas. Feliz ano novo, que 2017 seja um ano de muitas alegrias e realizações para todos nós. Beijos

TVShow Time

Olá galerinha, me perdi um pouco aqui no tempo por causa de toda essa correria de fim de ano e me surpreendi por já ser quarta, confesso que isso envolve um pouco minha maratona do meu mais novo vício The O.C. o que fica para um próximo post. Hoje o tema é série também mas envolve um pouco de tecnologia.

Como a louca das séries que sou preciso de um meio de marcar os episódios já vistos para não ficar perdida e para isso eu amo usar o site Banco de Séries mas eu queria algo para o celular já que é algo que está sempre comigo e o aplicativa do BdS não é muito bom e procurando algo para o celular achei o incrível TVShow Time.

O TVShow Time conta com várias repartições, primeiro temos o calendário que mostra quais das suas séries serão exibidas nos próximos dias em seus canais de origem até onde pesquisei ainda não é possível mudar para os canais brasileiros mas para pessoas como eu que acompanham de acordo com o que sai lá fora é ótimo.


A segunda repartição é sua lista de episódios para assistir e o que foi assistido recentemente, ela indica quantos episódios de tal série você ainda tem para assistir e também se alguém que você segue assistiu o mesmo episódio recentemente aparece a foto no cantinho. E clicando no episódio você tem a sinopse, quando ele foi exibido e você também pode avaliar sobre o que você achou do episódio, votar no personagem que você mais gostou e ver os comentários sobre o mesmo de pessoas do mundo todo.


O Feed é a terceira repartição, nele mostra vários comentários de todos os episódios que você assistiu das séries, ele também mostra as atividades recentes das pessoas que você segue.


E por última mas não menos importante temos o Perfil, ele mostra quanto tempo você passou assistindo as séries, suas favoritas, as últimas assistidas e logo abaixo você pode ver várias opções como todas as suas séries ou somente as atrasadas. Além disso há algumas estatísticas e emblemas.



Tudo isso forma um aplicativo visualmente bonito e super prático para marcar suas séries e ainda ver o que as outras pessoas estão achando. Espero que gostem dessa dica e se quiserem me seguir por lá meu usuário é estelagois. Agora deixem me voltar aqui para Orange Country com o Ryan e o Seth. Beijos

Filmes Natalinos

Olá galerinha, como estão os preparativos para o Natal? Não sei vocês mas essa época é uma das minhas preferidas, tanto por estar de férias quanto pelas festas com toda a família reunida. Mas vamos ao ponto, filmes, uma das muitas coisas maravilhosas na indústria cinematográfica são os filmes temáticos e são muitos os com o tema do Natal e por isso hoje trouxe alguns dos meus preferidos para vocês:


Menores Desacompanhados (2006) é um dos (se não for o) meus filmes preferidos de Natal, a história se passa na véspera do Natal onde uma nevasca obriga o fechamento de um aeroporto, mas no local temos vários menores que não estão companhados e por isso são levados para uma Área Especial para Menores Desacompanhados onde várias crianças aprontam todas, cansados de esperar algumas delas fogem do local e aprontam todas pelo aeroporto. O filme garante boas risadas a ainda conta com o nosso conhecido Chris (Tyler James Williams).


A Origem dos Guardiões (2012) não é bem um filme natalino mas tem o papai noel então vamos levar em conta. Na animação um espírito maligno, o Breu, pretende transformar todos os sonhos em pesadelo, despertando medo em todas as crianças e para combater este adversário poderoso, a Lua designa um novo guardião, Jack Frost 💙, para ajudar o grupo já formado pelos conhecidos Papai Noel, Fada do Dente, Coelho da Páscoa e Sandman.


O Expresso Polar (2004) é meio que um clássico de natal mas não é todo mundo que já assistiu, ele conta a história de um garoto que não acredita em papai noel, mas que na véspera de natal ouve um barulho fora de casa e então vê à sua frente um gigantesco trem negro com destino ao Pólo Norte, cujo condutor o convida para embarcar.

A lista está pequena mas é super difícil lembrar nomes de filmes quando a maioria que você viu foi na Sessão da Tarde (risos), poderia citar o clássico Esqueceram de Mim mas não tenho uma opinião formada sobre esse filme. Sem mais, desejo à todos vocês e suas famílias um feliz natal. Beijos
Layout feito por Estela Gois © Todos os direitos reservados - Tecnologia do Blogger